quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

duas vidas

gosto de velas e da sua chama oscilante ao sabor dum pequeno suspirar.

gosto de observar a cor da suave luz dando-me um hipnotizante relaxamento e deixando navegar o pensamento, livre como o ar.

e, foi ao colocar dois pavios na mesma vela, próximos e acesos, que reparei como duas chamas independentes se juntavam numa só, elevada e respirando o mesmo destino.

até que um dos pavios, por uma razão desconhecida, se apagou, deixando a chama mais reduzida e só... 

LM_10.jan.2018

Sem comentários:

Enviar um comentário